5 formas de fazer um evento relevante para conquistar a mídia e o mercado

5 formas de fazer um evento relevante para conquistar a mídia e o mercado

Eventos presenciais são investimentos e estratégias de grande impacto, mas precisam ser feitos com cuidado para garantir um evento relevante

 

Mercado digital, negócios, saúde, Coaching… praticamente todos os segmentos são recheados de eventos presenciais. E não é sem motivo: em tempos de vida online intensa, o encontro presencial tem um alto valor. Além disso, reunir um grupo de pessoas por um ou mais dias é uma forma importante de concretizar o poder de influenciador, e ainda valoriza os seguidores mais fiéis.

No entanto, estar atento a alguns detalhes pode evitar que alguns erros sejam cometidos especialmente pelos influenciadores e empreendedores digitais, que acostumados com a realidade do mercado digital, podem acabar se prendendo a esse mercado e realizar o congresso ou encontro. Pensando nisso e considerando a experiência da Sigma Six Comunicação com eventos de diferentes portes e segmentos, decidimos listar algumas formas de tornar um evento relevante para a mídia – e, consequentemente, ao mercado e ao público em geral.

 

1- Convide pessoas relevantes

É muito comum que um empreendedor, ao realizar seu evento, convide apenas seus amigos e colegas mais próximos. Neste momento, para criar mais relevância, é importante estar atento às pessoas do mercado que podem agregar público e credibilidade. Por que não convidar aquele especialista que está presente na mídia, ou até mesmo um apresentador de TV relacionado à causa e ao mercado? O importante é não se prender apenas aos nomes mais próximos e pensar também em como acrescentar novas perspectivas ao seu público, que estará presente no evento com sede de conhecimento e transformação.

 

2- Realize um evento alinhado com o factual

Qual é o tema e o foco do evento? É algo que faz sentido dentro das notícias e dos fatos do mundo? Alguns empreendedores não conseguem olhar para além de seus próprios objetivos, e acabam criando eventos que não interessam a quem chega com um olhar de fora. Vamos citar um exemplo: um evento presencial do segmento fitness. Talvez não seja uma boa ideia falar sobre o consumo de suplementos, já que este tema não está em alta no momento, e vem sofrendo até mesmo um pouco de preconceito. No entanto, comentar sobre a modalidade de treino “Crossfit” (positiva ou negativamente, de acordo com os valores de quem organiza) pode ser uma boa ideia, já que é um treino que está em alta. O importante é saber se localizar no mercado e questionar qual temática vem sendo discutida pela sociedade e pela mídia. Depois, questione-se: “quem se interessaria pelo tema do meu evento?”

 

3- Esteja conectado a grandes causas

Uma das melhores formas de ser relevante é alinhar-se a uma grande causa. Escolher um inimigo público comum é algo que chama a atenção de uma grande parcela das pessoas e da mídia. Quais são os problemas que precisam ser sanados na sociedade e podem ser combatidos pelo seu evento? Utilize disso na sua comunicação, e você estará no caminho para realizar um evento relevante!

 

4- Crie um espaço de troca

Oferecer estrutura, conversa e condições favoráveis ao relacionamento entre o organizador e os frequentadores é uma forma importante de se valorizar. Tanto a imprensa quanto o público em geral, e até mesmo influenciadores que vão ao evento, precisam de espaços de troca e instalações que facilitem o trabalho, como uma sala de imprensa, assentos preferenciais a quem for preciso, acesso ao coffee-break, tomadas para carregar celulares e outros aparelhos, wi-fi, entre outros. Guarde um espaço na agenda para conversar com jornalistas e influenciadores, entregar algum conteúdo específico e se possível apresentá-los às histórias dos seus cases: jornalistas adoram contar histórias! E lembre-se: nem sempre um evento vai exigir uma “cobertura” na imprensa. Muitas vezes, a matéria publicada será relacionada ao tema ao redor do evento, em vez de uma notícia sobre o acontecimento.

 

5- Invista dinheiro!

Infelizmente, é muito difícil fazer um evento relevante sem investir em algo relacionado à mídia. Portanto, é importante separar uma parte do orçamento para garantir um bom atendimento aos jornalistas e influenciadores. Neste momento, é crucial seguir as orientações da equipe de assessoria de imprensa. É claro que as ações variam conforme o segmento e os objetivos, mas geralmente o investimento será usado para montar um press-kit (conjunto de materiais que agreguem valor para o jornalista de forma a fazê-lo entender o evento), contratar influenciadores que exijam cachê, transportar o jornalista até o evento, entre outros custos importantes.

 

Veja também: O “jeito Sigma” de relacionamento com o jornalista